Atendimento: 2ª a 6ª feira 07h00 às 13h00 (Horário MS)
(67) 3209-2500

Acessibilidade

A+
A-

Temperatura

Secretaria Municipal de Saúde emite comunicado sobre atendimento dos ESF’s para esta terça e quarta-feira


Publicado em: 17/09/2019 10:01 | Fonte/Agência: Assessoria de Comunicação | Autor: Daiane Becker

Secretaria Municipal de Saúde emite comunicado sobre atendimento dos ESF’s para esta terça e quarta-feira


A Secretaria Municipal de Saúde vem a público informar, em virtude da Workshop II - do Planifica SUS, nos dias 17 e 18 de setembro ESTARÃO SUSPENSOS ATENDIMENTOS das Equipes de Estratégia Saúde da Família conforme discriminado abaixo, em virtude do comparecimento de todos os profissionais da saúde neste importante momento de qualificação profissional.

 

 

17/09/2019 – Terça-feira

 CEM - Centro de Especialidades Médicas

 SAE - Serviço de Atendimento Especializado

 ESF III - Galton Carvalho Leite

 ESF IV - Antônio Luiz Coimbra Grubert

 ESF VI - Carlito Martins de Oliveira

 

18/09/2019 – Quarta-feira

Academia da Saúde

ESF I - Dr. Reinaldo de Arruda

ESF II - Maria de Lourdes dos Reis

ESF V - Zózimo Fernandes - Boqueirão

ESF VII - Vila Angélica

ESF Unidade Penitenciária

NASF - Núcleo Apoio à Saúde da Família

 

O Planifica SUS é um projeto que trata da organização da Atenção Ambulatorial Especializada em rede com a Atenção Primária à Saúde, de iniciativa do CONASS e desenvolvido por meio do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) e tem como objetivo geral a organização da Rede de Atenção à Saúde (RAS) no SUS. O projeto tem o intuito de fortalecer a Atenção Primária à Saúde, assessorando os municípios na organização e na educação permanente de suas equipes, definindo fontes de financiamento adequado, além de avaliar e monitorar a execução dos indicadores relacionados às ações desempenhadas pela Atenção Primária. 

 

No MS, duas cidades foram contempladas pelo projeto Planifica SUS. Por meio deste, as sedes de microrregião de saúde, Jardim e Aquidauana terão um Centro de Especialidades materno-infantil para atendimento de gestantes e crianças de alto risco. O projeto tem o prazo de 1 ano e 6 meses para sua implantação e funcionamento, organizando assim as redes de saúde.