Atendimento: 2ª a 6ª feira 07h00 às 13h00 (Horário MS)
(67) 3209-2500

Acessibilidade

A+
A-

Temperatura

Convênio entre Ministério do Meio Ambiente e Jardim no Programa Lixo Zero


Publicado em: 04/03/2021 08:15 | Fonte/Agência: Assessoria de Imprensa | Autor: Priscylla C. Silva

Convênio entre Ministério do Meio Ambiente e Jardim no Programa Lixo Zero

Um dos maiores desafios atuais da humanidade é saber o que fazer com o seu lixo.  Para
a maior parte das pessoas lixo é tudo aquilo que não tem mais utilidade. Dessa forma
pouco importa se o lixo pode ser reaproveitado ou não.
Em países desenvolvidos os resíduos sólidos são transformados em matéria-prima para
as indústrias. Esse processo se chama reciclagem dos resíduos sólidos. Através da
reciclagem no manejo de resíduos sólidos, é possível não somente proteger o meio
ambiente como também preservá-lo.  Além disso, no mundo dos negócios a reciclagem
gera emprego, renda e opções de investimento.
Aqui no Brasil, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) é uma lei (Lei nº
12.305/10) que organiza a forma com que o país lida com o lixo, exigindo dos setores
públicos e privados transparência no gerenciamento de seus resíduos.
Em Jardim, com convênio firmado entre município e Governo Federal, através do
Ministério do Meio Ambiente, a proposta é de modernização e ampliação dos serviços
da coleta de resíduos sólidos na cidade. A parceria foi viabilizada através de um projeto
feito pela equipe do Departamento de Projetos em conjunto com o Departamento
Municipal de Meio Ambiente, foi selecionado entre os mais de 1.590 projetos inscritos
em todo o país, onde foram contemplados apenas 21 municípios, sendo Jardim um
destes por atender a diretriz do programa lixão zero.
O município foi contemplado com o valor de R$ 1.017.500,00 onde o município entrará
apenas com a contrapartida de R$ 5.088,00. O investimento será destinado à melhoria e
ampliação da eficiência da coleta seletiva, promovendo ações que visam prolongar o
tempo de vida útil do aterro sanitário, além de promover a qualidade de vida.
Para os trabalhos efetivos dentro da política pública de resíduos sólidos, foram
adquiridos materiais para os trabalhos, sendo: 02 caminhões (01 compactador e 01 carga
seca), 01 esteira de triagem com moega, 01 compactadora enfardeira, 20 carrinhos bag,
02 balanças,01 triturador de vidros, 01 empilhadeira, 01 prensa hidráulica. Um reforço
importante para nossa estrutura local, que permitirá a composição de uma frota própria
de veículos e equipamentos para a coleta, agilidade e ampliação dos nossos serviços.
E ainda estão em fase de licitação: 01 empilhadeira, 06 containers metálicos e 11
conjuntos de EPIS, pois esses itens fracassaram nas licitações anteriores.
Ainda dentro do Projeto apresentado pelo município, há um programa de Educação e
conscientização ambiental, com 04 ciclos de palestras e trabalhos educativos durante 1
ano, sendo um em cada trimestre, que beneficiam escolas municipais e estaduais de
Jardim, com a finalidade de tornar esses agentes os protagonistas de políticas de
sustentabilidade. Vale salientar que, 02 ciclos já foram executados de forma online,
devido ao advento da pandemia, em 2020.
É importante destacar a importância dessas aquisições para estruturação da UTR, que
hoje é administrada pela Associação de Catadores, gerenciada pelo presidente João
Marcelo da Silva. Com a execução desse projeto, o tempo de vida útil do aterro
sanitário será garantido, além de promover qualidade de vida aos catadores no trabalho
de triagem que passará ser mais eficiente.

Leia também