Atendimento: 2ª a 6ª feira 07h00 às 13h00 (Horário MS)
(67) 3209-2500

Acessibilidade

A+
A-

Temperatura

Jardim inicia campanha Maio Furta-Cor de apoio à saúde mental materna


Publicado em: 18/05/2024 07:07 | Fonte/Agência: Assessoria de Comunicação | Autor: Fabio Pellegrini

Jardim inicia campanha Maio Furta-Cor de apoio à saúde mental materna

O mês de maio, em que se comemora o Dia das Mães, é uma época oportuna para se discutir causas maternas. Pensando nisso, a Prefeitura de Jardim, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, pelo Centro Especializado em Assistência Materno Infantil (CEAMI), aderiu ao Maio Furta-Cor, uma campanha que visa sensibilizar a população para a causa da saúde mental materna, realizando ações de conscientização ao longo de todo o mês de maio.


Conforme a Organização Mundial de Saúde, toda mulher está suscetível a desenvolver transtornos mentais durante a gravidez e no primeiro ano pós-parto. Contudo, alguns grupos enfrentam maior vulnerabilidade, incluindo aqueles em situação de pobreza, migração, estresse extremo, exposição à violência (doméstica, sexual e de gênero), situações de emergência e conflito, desastres naturais, e falta de apoio social, o que amplia os riscos de distúrbios específicos.

A OMS também alerta que os transtornos mentais perinatais constituem um grave problema de saúde pública, exigindo estratégias de enfrentamento urgentes e eficazes. Quando não tratados, esses transtornos têm o potencial de devastar a vida da mulher e, consequentemente, afetar negativamente sua família. Mães impactadas por transtornos mentais perinatais podem ter dificuldades em fornecer os cuidados adequados, resultando em possíveis impactos adversos no crescimento e desenvolvimento da criança.


O CEAMI realiza atendimento exclusivo para gestantes de alto risco da microrregião de Jardim. Inicialmente as gestantes são classificadas pela rede de atenção primária (ESFs), em seguida são encaminhadas para o ambulatório, onde passam por um circuito de atendimento multiprofissional com técnico de enfermagem, enfermeiro, obstetra, médico ultrassonografista, nutricionista, fisioterapeuta, assistente social e psicólogo.


A gestante sai do ambulatório com um plano de cuidado compartilhado, e mantém o cuidado no ESF e no ambulatório. O principal objetivo do CEAMI é a redução da mortalidade materna e infantil.

Segundo a coordenadora Maira Marim Grubert, o CEAMI abraçou a campanha "por sermos um ambulatório que atende gestantes e puérperas de toda a região, sendo assim, identificamos através da fala da psicóloga muitos casos a serem tratados nesse período gestacional com suas emoções e também no seu período de pós parto".


Na tarde desta sexta-feira (16 de maio) aconteceu a primeira ação de conscientização no ESF 7. As próximas ações acontecem conforme a programação a seguir:


Dia 20 de maio (segunda-feira), às 9 horas, no ESF 6; dia 21 (terça-feira) às 9 horas, no ESF 5 e às 15h no ESF 4; dia 22 (quarta-feira) às 15h, no ESF 2; dia 23 (quinta-feira), às 15 horas, no ESF3; e  dia 28 (terça-feira), às 15h, no ESF 1.